Campeonato Nacional de Elite de Pesca Submarina

15 05 2012

O Campeonato Nacional de Elite de Pesca Submarina foi disputado, nos dias 5 e 6 de Maio de 2012, em Sines, cuja organização esteve a cargo da Federação Portuguesa de Actividades Subaquáticas (FPAS) e contou com o apoio do Grupo Desportivo e Cultural Administração do Porto de Sines (GDCAPS).

Este  Campeonato  Nacional  realizou-se  em  duas  jornadas  e  o  ponto  de concentração  foi  na  Marina  de  Sines.  Apenas  a  manhã  do  primeiro  dia  foi contemplada  com  alguma  chuva,  a  temperatura  da  água  atingiu  os  15ºC  e  a
visibilidade os 8 ou 10 metros em diversas zonas. Cada jornada teve a duração de  cinco  horas  e  foi  disputada  com  o  apoio  de  embarcação  por  31  atletas,  7 individuais e os restantes em representação de 10 clubes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na  reunião  de  Delegados  foi  constituído  o  júri  de  prova,  apresentadas  as zonas,  feitos  avisos  sobre  segurança,  controlo  antidopagem,  interdições, indicados os locais de concentração e horários.

Foram  também  distribuídas  T-Shirts  FPAS/  C-Board  e  lanches  de  mar  aos participantes.  De  seguida  os  atletas  equiparam-se  rapidamente  para  depois tomarem lugar na sua embarcação amarrada ao respectivo finger da Marina de
Sines.

A  primeira  jornada  teve  lugar,  entre  as  10h15  e  as  15h15,  desde  a  Ilha  da Perceveira  à  Praia  do  Norte.  E  a  segunda  jornada  decorreu,  das  10h25  às 15h25, entre a Praia de S. Torpes e Porto Covo.

No  Sábado  grande  parte  dos  Atletas  optou  por  tentar  a  sua  sorte  mais encostado  ao  longo  de  toda  a  zona  de  prova  e  no  Domingo  a  principal concentração  foi  junto  à  baixa  do  Burrinho.  Desta  prova  saiu  uma  boa
diversidade de capturas, muitas tainhas e salemas, alguns sargos, rascassos, abroteas,  robalos,  saimas,  safios,  pampos,  um  bonito  serra,  um  salmonete  e bodiões  apenas  capturados  na  primeira  jornada  porque  na  zona  de  prova  da segunda jornada, que está inserida no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e  Costa  Vicentina  (PNSACV),  é  interdita  a  captura  do  bodião,  no  período  de defeso, entre 1 de Março e 31 de Maio (Portaria nº 115-A/2011).

Na  segunda  jornada  foi  também  capturado  um  belo  exemplar  de  peixe  galo-alfaquique pelo Atleta Carlos Osório que suscitou a curiosidade da assistência presente,  mas  que  não  pontuou  por  não  constar  na  lista  de  espécies  válidas do  regulamento  particular  (aprovado  em  reunião  de  Clubes  no  dia  19  de Novembro  de  2011)  e  por  deliberação  do  Júri  de  Prova,  tendo  em  conta o  número  12.6,  do  referido  regulamento:  “só  são  consideradas  válidas,  as espécies  expressamente  nomeadas  nos  grupos”.  Contudo,  esta  espécie deverá ser objecto de análise para inclusão na lista de espécies válidas e a ser aprovada com o regulamento de competições nacionais do próximo ano.

Este campeonato apenas com duas jornadas acabou por ser bem disputado e cheio  de  suspense até  ao  final.  No  Sábado  classificou-se  em  terceiro  lugar:  o Atleta Rui Torres, que estava a defender o título de Campeão Nacional, logo a seguir,  em  segundo  lugar:  o  Atleta  António  Silva  e  em  primeiro:  o  Atleta  Jody Lot  que  terminou  a  prova  um  pouco  mais  cedo  por  ter  sentido  um  problema num ouvido. No Domingo, o Atleta Luís Gonçalo Sá também teve de abandonar a  prova  mais  cedo  com  um  problema  de  ouvidos  e  na  classificação  ficou  em terceiro lugar: o Atleta Carlos Lourenço, em segundo: o Atleta Pedro Silva e em primeiro: o Atleta João Peixeiro.

Na  entrega  de  prémios,  o  troféu  de  maior  exemplar  foi  atribuído  ao  Atleta  Ivo Vital do Clube Naval de Peniche pela captura de um robalo com 5,560 kg, na primeira jornada.

Na classificação por Clubes, ficou em terceiro lugar: o “clube da casa”, o Grupo Desportivo  e  Cultural  Administração  do  Porto  de  Sines  –  com  300,11%,  em segundo  lugar:  o  Clube  Open  Ocean/Marina  de  Cascais  –  com  301,43%  e  o vencedor foi o Clube CostaNorte – com 339,42% que, com apenas dois anos, conquistou o seu segundo título consecutivo.

Nos  seis  primeiros  lugares  da  classificação  individual,  ficou  em  sexto  lugar:  o Atleta António Silva, do Clube Open Ocean/Marina de Cascais – com 131,26% e  31  capturas,  em  quinto  lugar:  o  Atleta  Rui  Torres,  do  Clube  CostaNorte  – com 136,70% e 27 capturas, em quarto lugar: o Atleta Pedro Silva, do Marina Yacht  Clube  de  Albufeira  –  com  136,81%  e  30  capturas,  em  terceiro  lugar:  o Atleta  Carlos  Lourenço,  do  Clube  CostaNorte  –  com  141,16%  e  29  capturas, em segundo lugar: o Atleta Jody Lot, do Clube Portisub-Mares – com 149,73% e  35  capturas,  e  o  Campeão  Nacional  de  2012  é  o  Atleta  João  Peixeiro,  do Grupo Desportivo e Cultural Administração do Porto de Sines – com 153,57% e 33 capturas.

Nas  pesagens  marcaram  presença  vários  entusiastas  da  modalidade  para apreciarem  as  diversas  espécies  apresentadas  e  participarem  no  habitual sorteio de alguns exemplares. A oferta de capturas foi atribuída à instituição de solidariedade social: “CERCISIAGO”, no Sábado ao lar de Santiago do Cacém e no Domingo ao lar de Sines.

De acordo com a classificação individual deste Campeonato Nacional, ficaram apurados  os  seis  primeiros  atletas  para  integrarem  os  trabalhos  da  Selecção Nacional  de  Pesca  Submarina  que  irá  disputar  o  próximo  Campeonato  do Mundo, a realizar de 5 a 8 de Julho, em Vigo, Espanha.

A FPAS aproveita para agradecer a colaboração da Administração do Porto de Sines, da Marina de Sines, da Mega Náutica/Tornado Boats, da Marietel/TMN, da Water Fun/C-Board e da POPUP Filmes.

Anúncios

Acções

Informação




%d bloggers like this: